Iniciativas Semeia
Parques do Brasil

Parques do Brasil | A natureza enfrenta um problema de marketing?

A natureza como um remédio para as angústias do dia a dia é a mensagem da série de vídeos Nature Rx, criada pelo norte-americano Justin Bogardus. É possível descrever Bogardus de muitas formas: cineasta, terapeuta, contador de histórias ou, em suas próprias palavras, um budista-executivo. Fato é que com esse singular combo de atividades e muito bom humor, Justin está promovendo o contato com a natureza mundo afora.

Durante o evento Parques do Brasil, Justin contou a história da sua relação com a natureza e como ele está atuando para melhorar a imagem da natureza. Confira o vídeo e a entrevista sobre a conexão entre as pessoas e o meio ambiente.

 

O primeiro vídeo da série Nature Rx começa perguntando se o espectador se encontrava desejando o apocalipse. Você estava desejando o apocalipse quando teve a ideia para os vídeos?

Na verdade não. A frase veio de uma piada que eu fazia com um amigo. Nós observamos pessoas que passaram a infância e a vida adulta em grandes cidades, com pouco contato com a natureza, e percebemos que havia muito pessimismo, um sentimento de falta de sentido na vida e uma grande necessidade de se conectar com o nosso lado mais humano. Nesse contexto, a ideia de desejar o apocalipse acabou sendo uma piada que chama a atenção para a mensagem que eu queria passar.

 

E que mensagem era essa?

De que a natureza tem o poder de fazer com que nos sintamos felizes, livres e conectados.

 

O tema de sua palestra no evento Parques do Brasil sugere que a natureza tem um problema de marketing. No entanto, quando fizemos a divulgação algumas pessoas discordaram dessa ideia. Qual é a sua conclusão: a natureza tem ou não um problema de marketing?

Acredito que as duas perspectivas são verdadeiras. Por um lado, sim, há um problema de marketing, porque muitos querem o que a natureza tem para oferecer, mas não procuram por ela. Fotos na natureza deixam as pessoas mais bonitas, mais vívidas e as propagandas de diversos produtos tiram proveito disso, porém, não é o meio ambiente que está sendo promovido e, sim, o produto. Então, de certa forma, a publicidade tem se aproveitado do meio ambiente.

Por outro lado, as mídias sociais realmente ajudaram a promover o contato com a natureza. Vemos fotos lindas no Instagram e no Facebook e também queremos a nossa própria foto. Então, talvez a pessoa visite o Parque Nacional do Iguaçu pensando em ganhar várias curtidas em um post com a imagem das Cataratas. No entanto, esse primeiro contato com a  natureza pode fazer ela querer um pouco mais e mais e mais. E isso é um efeito positivo.

 

Qual é o próximo passo para superar esse distanciamento e conectar as pessoas com a natureza?

Se você quer motivar as pessoas a mudarem seus hábitos, você deve apelar para o lado instintivo das pessoas. Várias instituições e ambientalistas já fizeram campanhas usando o argumento racional, que também é importante, mas precisamos passar uma mensagem divertida. Podemos acessar o sentimento de pertencimento para despertar o interesse das pessoas em fazer parte do grupo que desfruta de todas as coisas incríveis que vêm do contato com a natureza.

Eu sou um otimista e vejo que é preciso contar as histórias que já deram certo e que constroem uma imagem de um futuro positivo, onde o ser humano não é o vilão. E eu acredito que essa história é verdadeira, não estamos contando uma mentira.

 

Durante o evento Parques do Brasil, você disse ter a impressão de que os brasileiros se sentem próximos da natureza. No entanto, ainda vemos nossa população distante das áreas protegidas e, por vezes, os ambientalistas são vistos como vilões ou inimigos do desenvolvimento econômico. Como você vê essa questão?

Nós estamos vivendo tempos polarizados, e isso acontece também em relação ao meio ambiente. Geralmente, as pessoas têm ideias diferentes sobre o que é natureza porque tiveram experiências diferentes, e isso acaba criando um distanciamento entre elas. O que nós precisamos fazer para superar esse momento é mostrar que podemos ter uma situação de ganha-ganha e, para isso, precisamos dialogar, falar a língua do outro.

Essa foi a ideia da série Nature Rx. Busquei usar a linguagem do outro para mostrar que a natureza na verdade tem vários impactos positivos na sua vida, como te fazer desfrutar o momento presente, aproximar casais e aumentar o seu nível de bom humor.

Conteúdos relacionados